Guião do FILME DO OUTRO – “Corvo” (2016)

Duração: 2,05 min; Filmado a preto e branco.

INT. DO PRÉDIO DE CORVO – DIA

Duarte Corvo tranca a porta de casa e desce a escada do prédio. Ajeita as mangas do casaco. Dirige-se agora para a porta. O ambiente é sombrio mas calmo.

LARGO DO INTENDENTE – DIA

Já na rua, Corvo inicia a sua caminhada. Na rua as pessoas parecem descontraídas e Corvo, no início observa-as com desprezo. À medida que caminha vão se ouvindo sinais da sua doença, a esquizofrenia.

ROSSIO – DIA

Caminha entre as pessoas parecendo cada vez mais perturbado. Perturbado com o barulho de carros, pessoas, as fontes, etc

CARMO – DIA/TARDE

Dirige-se para um café. Sentado na esplanada pede um café, pega em dois guardanapos e pousa a sua caneta. Neste momento já passa das 15h00, e lá permanece enquanto enlouquece e tenta registar o que vê, e o que ouve. A sede do Corvo começa a surgir. Na mesa, ao avistar uma pessoa que o perturbara, coloca a mão no casaco (com o intuito de ir buscar a arma). Os sons param.

VOZ 1

Silêncio silêncio silêncio silêncio …SILÊNCIO.

VOZ 2

És nojento…e olha para eles. Comem que nem porcos…e tu és igual! Tu, és nojento. És como eles. Exatamente igual.

VOZ 3

Isso irrita-te? Porque é que não acabas com isso?

 

CASA DE CORVO – FIM DA TARDE

Duarte abre a torneira. Corvo lava o sangue das mãos e da cara. Suspira, pega na sua navalha, e começa a desfazer a barba. Não se ouvem barulhos, o ambiente é sereno, em silêncio.

Advertisements

Author: 60pontos5paicas

Communication Design at Fbaul.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s