Corvo, Duarte Corvo

“Aparentemente sou O Outro. Isto tudo quando nem sequer sei quem realmente sou. Não gosto que me chamem gangster, sou um homem com princípios. Tenho os meus negócios e gosto de me vestir bem. Que mal vedes nisso?

Ao passar pelas ruas, sinto que já não são as mesmas, as vozes dizem-me que não e eu acredito, ás vezes não quero, mas acredito. Observo raparigas, mulheres, homens e velhotes… vós agis de maneira estranha… intriga-me, enxergo-vos a olhar-me, mas sou-vos invisível. É o que me parece, não quero saber. Tenho sede de whisky e sede de corvo. Talvez esta noite….falem só mais baixo…”

– Caderno de Corvo, nota 59

Advertisements

Author: 60pontos5paicas

Communication Design at Fbaul.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s